Mentiras globais

parkeharrison3-1

Vivemos num mundo de mentiras globalizadas, onde, dizer a verdade, pode se tornar um ato subversivo de rebeldia. Quem se propõe, no mínimo que seja, ser verdadeiro, é como se estivesse num campo de fugitivos correndo em uma direção, onde, quem correr na direção contrária para lutar, é quem parece fugir.

José Saramago diz “As pessoas gostam de ser convencidas de que dois mais dois são cinco. E se aparece alguém a dizer que são quatro, é um herege. Ou um desmancha-prazeres.

Há “felicidades” que são construídas na mentira, na ilusão, pois ver as coisas como realmente são, levaria à frustração. Nietzsche assevera que “Por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade, porque não desejam que as suas ilusões sejam destruídas.”

Pessoas assim, não enxergam o mundo além de si, normalmente não conseguem conviver com seu o oposto e com opiniões diferentes, pois seu umbigo é o centro do universo e suas ideias são absolutas.

Quem vive no mundo solitário do Pequeno Príncipe ao se ver no mundo real e verdadeiro, sofre por gostar de viver na terra do seu próprio EU; o coletivo só lhe favorece se esses disserem o que gosta de ouvir para alimentar seu Narciso. O ditado diz “Em terra de cegos quem tem um olho é rei” então, encontrar alguém com dois olhos, é uma ameaça às ilusões do pseudo rei.

Há quem viva de doces ilusões, aliás, o mundo gosta de mentiras, muitas relações nesse mundo, só duram se forem “politicamente corretas”, nesse mundo de mentiras, como já dito a cima, dizer a verdade é um ato revolucionário. Outra vez Saramago diz:“O tempo das verdades plurais acabou. Vivemos no tempo da mentira universal. Nunca se mentiu tanto. Vivemos na mentira, todos os dias.

Cristo diz “E conhecerei a verdade, e a verdade vos libertará“(Jo 8.32). Como um pássaro preso em uma gaiola, elas – (as gaiolas) – podem ser a ilusória segurança, a verdade pode libertar, mas a ilusão o deixa seguro na gaiola. Sendo assim, quem se atreve a solta-lo é tido como o maldoso.

A mentira aprisiona; a verdade liberta, mas, ser livre, pode não combinar com quem gosta do conforto das gaiolas.

– Josias Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s