Mantendo a essência

images

É bem comum de nós, por vezes, nos indignar por algo, e nossa reação ser de revolta e de ataque ao que nos revolta. Isso é normal. Todos somos assim. Mas todo cuidado é pouco.

O que é perigoso é que nós temos natureza má, todos nós, no fundo, temos intrinsecamente o ranço do Pecado Original de Adão. Para nos perdoar e nos redimir dessa natureza, Cristo veio para nos fazer uma nova criatura e diminuir (pois ainda pecamos nesse corpo) os efeitos noéticos do pecados; isto é, os efeitos gerados que afeta nossa mente, nossa consciência. Por isso a advertência “Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.” Efésios 4:26

Mas, uma vez que estamos em Cristo, como diz Paulo aos Colossenses – 3: 1-3 “Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.

Deixe-me contar-lhes uma história.

“Um homem viu quando uma cobra estava morrendo queimada e decidiu tirá-la do fogo, mas quando o fez, a cobra o picou. Pela reação de dor, o homem o soltou e o animal caiu de novo no fogo e estava se queimando de novo. O homem tentou tirá-la novamente e novamente a cobra o picou. Alguém que estava observando se aproximou do homem e lhe disse:
– Desculpe, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-la do fogo vai pica-lo?
O homem respondeu:
– a natureza da cobra é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.
Então, com a ajuda de um pedaço de ferro, o homem tirou a cobra do fogo e salvou sua vida.
Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal, não perca sua essência; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque a tua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de ti. E o que os outros pensam, não é o teu problema… é problema deles!”

Enfim, não mudemos a nossa natureza por causa do defeito dos outros. Quem é bom, é bom mesmo em meio a maldade; quem é ruim é ruim mesmo em meio a bondade. Não façamos o mal com a desculpa de querer fazer o bem. Não odiemos com a desculpa de que nos odeiam. Como diz Rubem Alves “No fundo nos sentimos os melhores” com isso, nossos erros sempre são justificados por que nos sentimos os bonzinhos.

Apesar de nossa natureza pecaminosa, hoje, se estamos em Cristo uma nova criatura somos. Paulo diz aos crentes de Filipos “Concluindo, caros irmãos, absolutamente tudo o que for verdadeiro, tudo o que for honesto, tudo o que for justo, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, nisso pensai” (Fp 4:8). Não cansemos de lutar com as armas do bem. Difícil? Sim (eu que o diga, pois sou impetuoso), mas quem disse que ser cristão é fácil?

Que Deus mantenha nossa essência nEle, pois a nossa – é toda corrompida.

– Josias Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s